Ponto Cartesiano
05 Dez 2017 - 09h58m

Dimas e Mourão, nos seus discursos, podem estar entendendo que a população quer honestidade e trabalho, independente do novo ou do velho

O discurso de Ronaldo Dimas ontem já pré-candidato ao governo pelo PR dá sinais de que o prefeito de Araguaína não quer ser o novo. É provável que siga certo. A população pode estar pedindo honestidade e trabalho. E não práticas antigas professando coisa nova.

A retórica de Dimas enfrenta o discurso de pelo menos dois pré-candidatos já colocados: Carlos Amastha (PSB) e Marlon Reis (Rede). Ambos surfando na proposta de mudança da prática política, embora fazendo uso dos mesmos métodos e forma que, em tese, criticariam.

Dimas entra na pré-campanha com paralelo, até agora, na forma,conteúdo e método, com a candidatura do deputado Paulo Mourão, do PT. Com uma relevante vantagem para o pré-candidato petista que, este ano, percorreu o Estado somando (e discutindo) propostas da população para o reordenamento do Estado.

Dimas, supõe-se, precisa primeiro das propostas para depois mostrá-las. Mourão saiu na frente.

São dois candidatos que conseguem harmonizar política e técnica. E que enfrentam os mesmos argumentos de seus adversários que, não conseguindo contraditá-los em suas práxis, argumentam sempre o surrado raciocínio de que seriam impopulares.

Como se popularidade solucionasse os problemas criados justamente por aqueles que não tomam decisões amargas para não serem considerados impopulares. Dimas e Mourão, ambos com passagem pela Câmara dos Deputados e por prefeituras (Porto Nacional e Araguaína) podem estar acreditando (e suas administrações o comprovam) que não é bem assim.

Deixe seu comentário:

1 Comentário(s)

  • André | 05/12/2017 | 10:29Em Araguaina, nem tudo se resume à via lago( belíssimo projeto ainda em fase de execução) meu caro Luiz. Temos problemas como UPA superlotada, atraso de pagamento dos funcionários, periferia abandonada( sim, cidade mal planejada é impossível de se dar jeito), privatizações suspeitas por parte do prefeito ( sim, bom gestor, principalmente se comparado aos anteriores) , energia do aeroporto cortada por falta de pagamento( terceirizado pelo atual prefeito) e tem muita, mas é muita coisa, que por certo, na hora certa, deverá aparecer. Muito oba oba, jogadas, marketing, mas a realidade aqui não é tão linda como pintam( sim, é melhor do que já foi). Devavar com o andor.
© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.