Ponto Cartesiano
10 Jan 2018 - 09h05m

Ganhos de emergência. Meu artigo desta quarta no Jornal do Tocantins

Daqui a dois dias (sexta-feira) vence o contrato da Cooperativa Unimed Brasília com o governo do Estado. Há um esforço visível do poder público para que algo em torno de 90 mil usuários (servidores públicos e seus dependentes) não fiquem sem atendimento na rede privada que tem direito pelo pagamento de contribuições mensais ao seu plano de saúde.

É provável que se incluam nas preocupações do governo os desdobramentos da descontinuidade desse atendimento nos hospitais e clínicas particulares que pode provocar, via de consequência, a busca por hospitais públicos que já não conseguem atender a sua própria demanda.

A Secretaria de Administração pontua que já fez os credenciamentos de profissionais e grandes hospitais e não há por que duvidar. Se ocupa, agora, na contratação de uma empresa para fazer o papel da Unimed Brasília, que intermediava prestadores de serviço/Plansaúde/governo no trâmite entre atendimento e pagamento.

Leia Mais:https://www.jornaldotocantins.com.br/editorias/opiniao/tend%C3%AAncias-ideias-1.456289/ganhos-de-emerg%C3%AAncia-1.1435367

Deixe seu comentário:

© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.