Ponto Cartesiano
06 Dez 2017 - 09h00m

Governo recebeu até ontem R$ 700 milhões do MS para ações de saúde. Mais que Rondônia, Roraima, Acre e Amapá que não vivem caos no setor

O Estado gasta mais que o determinado pela Constituição na saúde. Mas também não pode reclamar da generosidade do governo federal também.

De janeiro até ontem (5 de dezembro) o Ministério da Saúde havia repassado ao governo do Tocantins o equivalente a R$ 700 milhões para ações de saúde pública. Já ultrapassou os R$ 677 milhões de 2016 a 26 dias do final do exercício.

Rondônia, por exemplo, que tem uma população de 1,7 milhão de habitantes (200 mil pessoas a mais que os 1,5 milhão de moradores do Tocantins) recebeu do governo federal no período R$ 172 milhões menos (R$ 528 milhões). Uma relação inversa.

Comparando-se os Estados da região Norte ( de mesmo porte), o Tocantins foi o que recebeu maiores valores: além dos R$ 528 milhões de Rondônia, o governo federal repassou para ações de saúde pública no Acre um total de R$ 316 milhões,  Roraima (R$ 214 milhões) e Amapá (R$ 215 milhões).

Retomando: o problema do governo não é receita. E sim qualidade das despesas.

Deixe seu comentário:

© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.