Ponto Cartesiano
10 Nov 2017 - 10h22m

Paulo Antenor com um pé fora da Secretaria da Fazenda. Falta de defesa do governo pode levar secretário a pedir demissão do cargo

A falta de reação do governo às críticas de deputados ao secretário, Paulo Antenor, podem estar levando o titular da Fazenda a pedir demissão do cargo. A omissão de Marcelo Miranda e seus auxiliares diretos podem estar levando o governo a ter, em menos de três anos, quatro secretários na pasta. Conforme apurou este blog nesta manhã, Antenor já estaria conversando com a família sobre uma decisão nestes termos.

É, com efeito, um paradoxo. Nesta sexta enquanto mantem silêncio sobre  a artilharia contra o Secretário da Fazenda e se desloca a uma viagem internacional com dez acompanhantes com ônus total para o Estado, Marcelo Miranda não tem do que reclamar: a Fazenda arrecadou até hoje, sexta, de ICMS, nos primeiros dez dias de novembro/2017 o equivalente a R$ 101,8 milhões, contra R$ 95,7 milhões do mesmo período de outubro/2017 e os R$ 82,30 milhões dos dez primeiros dias de novembro de 2016.

Como apurou este blog na manhã desta sexta, Paulo Antenor estaria, hoje, em Brasília cuidando de questões familiares. Enfrentando uma guerra dessas, sem retaguarda, é possível deduzir que também estivesse conversando com a família sobre a conveniência de continuar secretário, ele que é auditor federal e suplente de senador.

Na verdade, a mesma forma que o ex-secretário Edson Nascimento fez uso para deixar o governo e sobre o mesmo processo de desidratação aplicado pelos peemedebistas. Técnico quando conversa com família sobre a permanência ou não em um cargo, é sinal que quer apenas apoio à decisão tomada.

Caso implementada, a decisão de Paulo Antenor estará, certamente, fundamentada tanto do ponto de vista político como técnico.  No primeiro, Paulo Antenor está há uma semana sob artilharia pesada dos deputados e não se viu qualquer defesa por parte do governador Marcelo Miranda ou de deputados da base aliada na Assembléia, na Câmara dos Deputados ou no Senado. Por expor o que o governo gostaria que colocasse.

Na verdade, a questão do Legislativo em que o Secretário explicitou o que o Governo gostaria que fosse feito, seja pela defesa que possui (os deputados não apreciaram os projetos que tratavam da solução dos problemas que criticam), ela é apenas um dos problemas enfrentados pelo Secretário da Fazenda. Paulo Antenor, como é possível comprovar na execução orçamentária que é colocada diariamente neste blog, perdeu no governo em todas as causas que defendeu para a contenção de despesas.

Deixe seu comentário:

© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.