Ponto Cartesiano
04 Dez 2017 - 17h08m

Ronaldo Dimas aceita disputar o governo. Sua candidatura, por seu perfil, acrescenta substância à campanha eleitoral no Estado

O PR oficializou a pré-candidatura de Ronaldo Dimas que assumiu, hoje, a disposição em disputar o governo.

Ronaldo Dimas é um prefeito competente (mudou a cidade de Araguaína depois do tsumani de Valuar Barros). Tem a seu favor o perfil de um administrador sério, refratário a populismos. E, claro, não ter processos cabeludos com acusações de desvios de recursos públicos nas costas.

Foi um deputado federal discreto mas administrou a Federação das Indústrias, modificando o perfil que lhe emprestou o primeiro presidente da entidade, Antônio Conceição Cunha. Roberto Pires aprofundou as mudanças e transformou a Fieto num portento de excelência empresarial superior à economia que a sustenta.

Como já escrevi aqui, é engenheiro tendo, portanto, como é possível deduzir, um raciocínio calculado.  Sua candidatura, pelo perfil que carrega, acrescenta substância à disputa pelo governo. Dá um pouco de racionalidade ao processo.

No momento em que a população está correndo de roubalheira e das promessas vazias que não são cumpridas, Dimas pode representar um diferencial de algo melhor.

Arrisco a dizer ser até um paradoxo ter sido escolhido como candidato do PR, um partido com histórico de um pragmatismo populista exacerbado e com seus líderes nacionais acusados de desviar recursos dos cofres públicos.

Tudo que Dimas, a priori, não atrai e tampouco carrega.

Deixe seu comentário:

© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.