Ponto Cartesiano
14 Set 2018 - 09h18m

Governo de Carlesse gastou de janeiro a agosto menos que Marcelo Miranda em igual período de 2017. Ou seja: há claro viés de queda nos gastos

Ainda que o governo tenha concedido a correção salarial dos servidores, o valor de despensas empenhadas e pagas de janeiro a agosto de 2018 é inferior ao verificado nos primeiros oito meses de 2017. 

É provável que até dezembro essa proporção apresente uma inversão em função dos benefícios aos servidores, mas até aqui, a relação é a de que o governo Mauro Carlesse tem registrado um gasto menor que Marcelo Miranda em igual período do ano passado.

O governo empenhou este ano (www.transparencia.to.gov.br) despesas equivalentes (janeiro/agosto) a R$ 6,1 bilhões e pagou R$ 5,078 bilhões. No governo Marcelo Miranda (janeiro/agosto/2017) o Palácio Araguaia empenhou R$ 7,3 bilhões contra pagamentos da ordem de R$ 5,2 bilhões.

Ou seja, Carlesse empenhou (comprometeu despesas) 16,4% menos que Marcelo Miranda e também desembolsou valores  4% inferiores aos gastos do governo do MDB de janeiro a agosto de 2017.

Contrário senso: a não ser que o Portal das Transparências (e os dados remetidos à Secretaria do Tesouro da União) apresentem inconsistências, Mauro Carlesse tem tido maior precaução nos gastos públicos que o governo do MDB. Referendando, evidentemente, seu discurso de reeleição.

Deixe seu comentário:

© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.