Nacional
22 Fev 2015 - 07h21m

São Paulo se reabilita após clássico e goleia Audax no retorno ao Morumbi

São Paulo - O São Paulo se reabilitou no sábado ao conquistar mais uma vitória contundente no Campeonato Paulista. O time do técnico Muricy Ramalho deixou para trás a derrota para o Corinthians, no clássico de quarta-feira, pela Copa Libertadores, com uma goleada sobre o Audax por 4 a 0, em seu retorno ao Estádio do Morumbi. Foi a segunda vitória seguida do São Paulo no Estadual, já que vinha de um 5 a 0 sobre o Bragantino, na rodada passada. Com o novo triunfo, a equipe ampliou sua vantagem na liderança do Grupo A, agora com 16 pontos. O Audax, por sua vez, estacionou nos quatro pontos, na lanterna do Grupo B.


As duas boas vitórias, contudo, tiveram entre elas a dolorosa derrota para o Corinthians, no Itaquerão. O resultado gerou críticas da torcida e do próprio Muricy Ramalho não apenas pelo placar, de 2 a 0, como também pela postura e pela falta de iniciativa do time em campo. Mas a crise, que parecia tomar conta da equipe são-paulina, foi amenizada neste sábado com a boa apresentação no Morumbi - não jogava em casa desde novembro de 2014. Com atitude diferente em campo, o São Paulo apostou nas jogadas em velocidade, inexistente no clássico, para surpreender o Audax, com grande desempenho de Luis Fabiano e dois gols cada de Michel Bastos e Alexandre Pato, que retomou seu lugar entre os titulares após ficar fora do clássico - contrato impedia que enfrentasse seu ex-time.

O São Paulo volta a campo na quarta-feira para fazer seu segundo jogo na Copa Libertadores. Uma vitória contra o uruguaio Danubio é essencial para o time seguir sonhando com as oitavas de final. Pelo Paulistão, o time de Muricy vai encarar o Rio Claro, fora de casa, no próximo domingo, dia 1º de março.

O JOGO - Sob desconfiança da torcida desde o duro revés para o Corinthians, o São Paulo esteve longe de empolgar as arquibancadas no início do primeiro tempo. Trocava passes com lentidão e não conseguia passar do congestionado meio-campo, onde começava a forte marcação do Audax - o visitante se defendia com até 11 jogadores atrás da linha que divide o campo. A insistência em jogar pelo meio facilitava a aproximação do Audax e paralisava o São Paulo. Quando arriscou pelas laterais, levou perigo em sua primeira oportunidade, aos 12. Thiago Mendes foi até a linha de fundo e cruzou para trás. Pato encheu o pé e mandou, longe, por cima do travessão. Se não empolgou a torcida, a jogada ao menos mostrou o caminho do gol ao time da casa. Foi em jogada semelhante que o São Paulo abriu o placar, aos 33 minutos.

O mesmo Thiago Mendes foi lançado na direita e cruzou para trás, em direção à área. Michel Bastos veio de trás, surgindo entre os zagueiros, e só empurrou para o gol, praticamente vazio. Apenas um minuto depois o São Paulo voltou a acelerar o jogo para anotar o segundo. Luis Fabiano descolou grande lançamento pela esquerda para Pato, que invadiu a área com facilidade e bateu na saída do goleiro Felipe Alves: 2 a 0. Os gols em sequência abalaram a retranca do Audax. Até então os visitantes vinham abusando das trocas de passe, quase sempre sem objetividade. Na melhor oportunidade, Camacho encheu o pé de fora da área e mandou rente ao travessão de Rogério Ceni, aos 29 minutos.

Depois dos gols, o Audax tentou buscar o ataque, com uma postura mais determinada. Mas sua tentativa de reagir foi sabotada pelo São Paulo no início da segunda etapa, quando os anfitriões anotaram o terceiro, em nova jogada de velocidade. O gol teve origem em lateral cobrado na esquerda, antes de Luis Fabiano ganhar disputa pelo alto. A bola sobrou para Michel Bastos, que entrou na área e cruzou para gol tranquilo de Pato, aos 6. O atacante chegou ao seu sexto gol, isolando-se na artilharia do Paulistão. Satisfeito com a folga no placar, Muricy colocou Centurión e Alan Kardec em campo para dar descanso a Luis Fabiano e Pato. O time caiu de ritmo, sem o mesmo ímpeto da etapa inicial, mas ainda teve tempo de balançar as redes mais uma vez, aos 42 minutos. Souza acionou Michel Bastos, que só completou para as redes, sacramentando a goleada.


FICHA TÉCNICA: SÃO PAULO 4 x 0 AUDAX SÃO PAULO - Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi, Dória (Edson Silva) e Reinaldo; Denilson, Souza, Thiago Mendes e Michel Bastos; Alexandre Pato (Alan Kardec) e Luis Fabiano (Centurión). Técnico: Muricy Ramalho. AUDAX - Felipe Alves; Didi, Bruno Silva e Francis; Marquinho, André Castro, Rafael Longuine (Gilsinho), Camacho e Matheus (Bruno Paulo); Thiago Silvy (Rondinelly) e Ytalo. Técnico: Fernando Diniz. GOLS - Michel Bastos, aos 33, e Alexandre Pato, aos 34 minutos do primeiro tempo. Pato, aos 6, e Michel Bastos, aos 42 minutos do segundo tempo. CARTÃO AMARELO - Souza. ÁRBITRO - Thiago Luis Scarascati. RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis. LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP). (Felipe Rosa Mendes/Estadão Conteúdo

Deixe seu comentário:

© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.