Ponto Cartesiano
09 Jun 2018 - 10h56m

Simbolismo da decisão do TCE sobre dívidas do Igeprev: siqueirismo, que está mandando no governo de Carlesse, parece ter perdido controle da Corte

A decisão do Tribunal de Contas do Estado de determinar a abertura de tomada de contas especial na Secretaria da Fazenda pelo não repasse das contribuições do Igeprev é uma medida relevante.

De setembro ano passado a março deste ano, o governo teria deixado de repassar R$ 456 milhões de contribuições. Seriam R$ 143 milhões descontados nos salários dos servidores e outros R$ 312 milhões da contribuição patronal.

Por aí se vê, mesmo que superficialmente, o quanto custa as aposentadorias/pensões dos servidores ao contribuinte: 68% seriam bancados pela população. Aquela que tem um rendimento médio mensal de R$ 937,00. Ou aqueles que ganham até R$ 90,00 mês (150 mil pessoas/IBGE).

O governo já tem uma dívida parcelada com o Igeprev (que não paga as prestações) de R$ 529 milhões (relatório do primeiro quadrimestre/2018) e mais R$ 26 milhões de parcelamento de dívidas com a Previdência. Total Igeprev/Previdência: R$ 1,011 bilhão.

Essa aí é a variante técnica e financeira. Políticamente, o Tribunal (cuja maioria foi nomeada pelo ex-governador Siqueira Campos) dá demonstração de independência já que o siqueirismo está todo com Mauro Carlesse (Eduardo Siqueira já é o manda-chuva da campanha e do governo como antes) que, ainda que não seja o responsável direto pelas dívidas (e sim pela falta de fiscalização delas) é o governador interino e, ao invés de pagar as dívidas, estaria criando novas despesas, prometendo mais gastos/benefícios aos servidores.

Ainda mais partindo o requerimento (aprovado pelo Pleno) do conselheiro Wagner Praxedes. Historicamente um siqueirista militante e, talvez, um dos poucos ali que ainda se orientava pelo siqueirismo, fundado em um respeito que terminava por confundir função pública com motivações dos afetos. Como avaliaram os goianos com Pedro Ludovico, pode ter caído o jequitibá.

 

 

 

Deixe seu comentário:

1 Comentário(s)

  • Júnior | 10/06/2018 | 21:40Porque isto agora eu sou 22 mas um grande jornalista serio se manifestar dessa forma Marcelo honrou este compromisso ou fala porque época política. Boa noite.
© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.