Ponto Cartesiano
20 Jul 2018 - 08h12m

Zé Roberto queima pela segunda vez o nome de Paulo Mourão. PT diz que não apoiará Amastha por causa do PSDB!!! Esse pessoal não dá mole!!

O PT é uma figura!!!! Diz agora que não apoiará Amastha porque o ex-prefeito terá na chapa o PSDB!!!! Ainda guardaria mágoas do impeachment de Dilma Roussef. Ou seja: troca o todo pela parte.

O PSDB era aliado do PMDB de Michel Temer. Ora, o impeachment de Dilma foi aprovado por 61 votos a 20 no Senado e por 367 deputados federais. Apenas 137 parlamentares foram contrários. Uma quase  unanimidade parlamentar e partidária.

O problema do PT, na verdade, é a condução que Zé Roberto dá ao partido  no Estado. Na pré-campanha da suplementar, queimou deliberadamente a candidatura do deputado Paulo Mourão para no final negociar a vice a Célio Moura. Paulo é próximo de Amastha.

No caso específico, termina, contraditoriamente, por jogar o partido no mercado eleitoral. Aventa a possibilidade de candidatura própria, quando não tem elementos para isso, dado que Paulo Mourão (sua maior liderança no Estado) não irá cair no conto de novo.

Ele próprio, Mourão, um potencial nome para a chapa de Senado de Amastha. E o PT precisa, pelo menos, reeleger seus deputados estaduais já que não tem qualquer chance a federal.

De outro modo: Zé Roberto queima novamente o deputado, seguramente a maior expressão do partido, ex-deputado federal de vários mandatos ex-prefeito e ex-presidente da Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara.

 E que coordenou no ano passado a Comissão de Reoordenamento do Estado, da própria Assembléia. Gabaritado portanto para ações no sentido de dar equilíbrio fiscal às contas públicas. Contra a aridez petista ainda fincada no retrovisor e no reacionarismo ideológico primitivo.

 

Deixe seu comentário:

1 Comentário(s)

  • CÁSSIO BORGES PEREIRA | 20/07/2018 | 17:44Essa conta sua do Impecachment da da Dilma, lendo assim, friamente é tão bonito e fácil de entender. Quase me convenci que não foi GOLPE !
© 2015 - luizarmando.com.br - Todos os direitos reservados.